Alto Rendimento Desportivo

Equilíbrio e gestão eficiente e eficaz entre a Psicologia e a performance desportiva.

Atletas, Treinadores, Clubes

Alto Rendimento Desportivo

A Psicologia aplicada ao contexto desportivo, procura um equilíbrio e gestão eficiente e eficaz entre a Psicologia e a performance desportiva, particularmente os aspetos psicológicos que contribuem para uma performance desportiva de excelência e para o bem-estar dos atletas.

Sabe-se que a experiência educacional facilita o desenvolvimento desportivo e as competências desenvolvidas em contexto desportivo são transferíveis para o mundo da educação e do trabalho. São benefícios da conciliação de carreiras: a necessidade de se concentrar em mais do que um aspeto da vida, aliviando a intensidade da pressão proveniente da dedicação em exclusivo apenas a uma delas (desporto/educação/trabalho); a crença de que as habilidades aprendidas numa área são transferíveis e valorizadas na outra (planeamento e organização; trabalho em equipa; comunicação interpessoal; capacidade de definir objetivos, priorizando e acompanhando as realizações; estimulação intelectual para acompanhar os desafios físicos do treino, ajudando a manter o interesse e o comprometimento; melhor desempenho desportivo num ambiente académico favorável ao desporto; sentir-se mais seguro e ter as qualificações adequadas para se preparar para as fases futuras da vida e, em particular, para carreiras pós-atléticas; e um sentido de equilíbrio e pertença ao reconhecer que a vida é mais do que desporto.

Ser atleta de elite torna-se cada vez mais exigente à medida que aumentam o número de horas de treino (20-30h/semana) e a frequência das competições, o que tem implicações imediatas no estilo de vida e na gestão do tempo.

A intervenção da Psicologia do Desporto procura dar ênfase à promoção da qualidade de vida dos atletas através de ações que permitam atuar não com problemas individuais descontextualizados, mas dentro de um sistema que considere o seu desenvolvimento integral. Não nos interessa apenas o atleta mas a pessoa no seu todo, enquanto homem/mulher, filho/filha, pai/mãe, amigo(a), um muito relevante elemento da sociedade.

Assim, para além do apoio psicológico e intervenção individual, é possível trabalhar com equipas através do treino de competências (p. ex.: gestão de competências emocionais, auto-regulação, concentração, comunicação, liderança, foco, controlo da ansiedade, etc.).

Outras Áreas

Laura Fragman

Join the Online Therapy Session This Week

Limited Seats Available
demo-attachment-1864-Group-596